X
X
 

 
Pick-upau nas Redes Sociais

Levantamento Fitossociológico+

‘Darwin’ inicia levantamento fitossociológico em UC
Projeto institucional do Pick-upau investiga a natureza

O Projeto Darwin está desenvolvendo um levantamento fitossociológico em uma das maiores e mais importantes reservas de Mata Atlântica da cidade de São Paulo. O projeto de pesquisa desenvolvido na Área de Proteção de Ambiental Capivari-Monos está levantando dados e informações sobre a flora em uma área com cerca de 70 hectares.

Clique na imagem para ampliá-la

O material resultante da pesquisa será doado ao Herbário Municipal de São Paulo e os dados serão relacionados ao Projeto Darwin – Clima que estuda as mudanças climáticas em pontos diferentes da cidade de São Paulo. Uma das biólogas responsáveis pela pesquisa explica a importância do projeto para a região da APA, uma das mais carentes da cidade.

Clique na imagem para ampliá-la

“O trabalho de pesquisa iniciado em julho de 2010 foi dividido primeiramente em duas frentes distintas desenvolvidas na APA Capivari-Monos, em uma área particular, com cerca de 70 hectares. Isso possibilitará uma ampliação do conhecimento e das características da região”, explica a bióloga Gabriela Picolo.

Picolo explica ainda a importância da pesquisa para a região da APA Capivari-Monos, a maior cobertura florestal da cidade de São Paulo.“Será muito importante para essas comunidades saberem, também, de uma forma científica quais espécies existem em suas terras e como essas informações, aliadas ao conhecimento tradicional dos guaranis, poderão auxiliar no dia-a-dia da comunidade, inclusive do ponto de vista da preservação do ecossistema”, completa a bióloga.

Clique na imagem para ampliá-la

“Uma pesquisa desta natureza realizada em uma área de grande importância e ao mesmo tempo, tão ameaçada pela proximidade com a cidade de São Paulo, é mais uma forma de conscientização e até mesmo de incentivo para ações de políticas públicas para a região, além de novos investimentos socioambientais do setor privado,” ressalta Picolo.

Clique na imagem para ampliá-la

O coordenador geral do Projeto Darwin, J. Andrade, fala do desafio de coordenar um projeto que leva o nome de um dos maiores pesquisadores da história. “Um projeto de pesquisa já requer uma responsabilidade imensa, pois essas informações poderão e deverão auxiliar tomadas de decisões e complementarão novas pesquisas, e o sobrenome de Charles (Darwin) torna a responsabilidade da organização ainda maior.”

Os dados da pesquisa poderão ser conhecidos ao longo de 2011, através do lançamento do folder institucional do projeto, de um livro de fotografias, de um catalogo florístico eletrônico e de artigos científicos.

Clique na imagem para ampliá-la

Sobre o Pick-upau
A Pick-upau é uma organização não-governamental sem fins lucrativos de caráter ambientalista 100% brasileira dedicada à preservação e a manutenção da biodiversidade do planeta. Fundada em 1999, por três ex-integrantes do Greenpeace-Brasil e originalmente criada no Cerrado brasileiro, tem sua base, próxima a uma das últimas e mais importantes reservas de mata atlântica da cidade São Paulo, a maior metrópole da América Latina. Por tratar-se de uma organização sobre Meio Ambiente, sem uma bandeira única, a Pick-upau possui e desenvolve projetos em diversas áreas ambientais.
Acesse: www.pick-upau.org.br

Sobre o Projeto Darwin
O “Projeto Darwin” tem como principais características conhecer e divulgar os atributos naturais e culturais dos Biomas Brasileiros, com ênfase na Floresta Atlântica Tropical, incluindo áreas particulares, Unidades de Conservação e Terras Indígenas. Além dos inventários biológicos das espécies predominantes da fauna e da flora (pesquisa), há o compromisso de sensibilizar o maior número de pessoas possíveis para tornar viável o desenvolvimento sócio-econômico das regiões inseridas no projeto e a preservação do ambiente.
Acesse: www.darwin.org.br

Da Redação
Fotos: Pick-upau/Divulgação